Diversificação doce, saborosa e lucrativa

Manter um fluxo de caixa sadio e sustentável é um dos grandes desafios para as pequenas e médias propriedades rurais. E quando sustentabilidade e rentabilidade são palavras-chave, a diversificação de atividades é o principal caminho para o sucesso do empreendimento e consequentemente do agroempreendedor. Ao lançar mão de tecnologias de produção e investimentos que proporcionem novas alternativas de renda, o produtor estará sempre um passo a frente.

É o que acontece na região da Coamo, com grande parte dos cooperados associados à cooperativa, que apostam não somente em culturais anuais como soja, milho e trigo, mas, também na diversificação com frutas, verduras e outras atividades que contribuem para a fomentação dos negócios.

No sítio Santo Antonio, localizado na comunidade São Braz, município de São Domingos (Oeste de Santa Catarina), um bom negócio explorado pelo cooperado Aldocir Anghinoni é o cultivo de melancia. Bem ao lado da rodovia, a lavoura impressiona quem passa pela região, uma vez que chama a atenção o tamanho e a beleza da fruta, que fica espalhada pelo chão.

Seo’ Aldocir conta que a diversificação iniciou em 1983 pelo pai, que pretendia na época produzir melancia para o consumo da família e amigos e apenas o que sobrava era vendido. Conforme ele, o que começou de brincadeira acabou virando um negócio rentável e prazeroso. Mas o cooperado alerta que é preciso lançar mão de técnica e investimento, além de ter clima favorável para o desenvolvimento da fruta.

Fonte Coamo

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

w

Conectando a %s