Na véspera de julgamento, manifestantes fazem atos contra e a favor de Lula

Da Agência Brasil

Na véspera do julgamento do habeas corpus preventivo do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva pelo Supremo Tribunal Federal (STF), manifestantes contra e a favor da prisão de Lula promoveram atos em diversas cidades do país.

Os ministros da Corte decidem a partir das 14h desta quarta-feira (4) se Lula responderá em liberdade ao processo do triplex do Guarujá (SP), onde ainda cabem recursos nos tribunais superiores. Se tiver o pedido negado, o ex-presidente deverá começar a cumprir a pena de 12 anos e um mês de prisão de forma imediata.

Brasília

Na capital federal, manifestantes favoráveis à prisão do ex-presidente Lula participaram de ato na Esplanada dos Ministérios. De acordo com a organização do ato, que foi convocado por grupos como Movimento Brasil Livre (MBL) e o Vem pra Rua, a previsão era reunir cerca de 5 mil pessoas, mas a forte chuva no início da noite na cidade desmobilizou a manifestação. Cerca de 1.500 pessoas, segundo a Polícia Militar, participaram do protesto.

Acompanhados por um trio elétrico, os manifestantes portavam cartazes e faixas com críticas ao PT e reivindicando a prisão de Lula. Do alto do trio, foram exibidos cartazes com imagens de ministros do STF, como Rosa Weber, Ricardo Lewandovski, Gilmar Mendes e Marco Aurélio, seguidos de vaias. Para os manifestantes, esses magistrados seriam favoráveis ao pedido de liberdade preventiva do ex-presidente.

No mesmo horário, por volta das 18h30, integrantes da Central Única dos Trabalhadores (CUT) e de movimentos ligados à Frente Brasil Popular (FBP) distribuíram panfletos contra a prisão em segunda instância de Lula na Rodoviária do Plano Piloto, que é o principal terminal de transporte público da capital.

São Paulo

Na Grande São Paulo, as manifestações a favor e contra o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva ocorrem desde a tarde de hoje (3). Em apoio ao ex-presidente, manifestantes começaram uma vigília em frente ao prédio de Lula, em São Bernardo do Campo (SP), às 14h.

Por volta das 18h30, manifestantes ocuparam a Avenida Paulista, na capital, pedindo que Lula seja preso após a condenação em segunda instância. A concentração ocorreu entre o Museu de Arte de São Paulo (Masp) e Federação das Indústrias de São Paulo (Fiesp), com carros de som e distribuição de pixulecos (bonecos infláveis). Alguns manifestantes chegaram a pedir a saída de todos os ministros do Supremo Tribunal Federal (STF). Foram registrados protestos no interior do estado, como Rio Claro, Sorocaba, São José do Rio Preto e São José dos Campos, além de Santos, no litoral.

Rio de Janeiro

A concentração do grupo a favor da prisão de Lula foi na Praia de Copacabana. Com apoio de um telão e de um carro de som, os manifestantes discursaram contra Lula, Dilma Rousseff e vaiaram os ministros do Supremo Tribunal Federal (STF) que podem votar a favor do habeas corpus preventivo.

O grupo também criticou a presidente do STF, Carmem Lúcia, por ter feito recente pronunciamento pedindo calma à população e fazendo um apelo contra a violência.

Um boneco inflável com cerca de 4 metros de altura – representando Lula em uniforme de presidiário – foi posicionado junto ao telão. Por causa do grande número de pessoas, as pistas da Avenida Atlântica tiveram que ser fechadas ao trânsito, na altura do posto 5. Com a chuva forte, por volta das 20h, os manifestantes começaram a deixar o local.

Ontem (2), foi organizado um ato em defesa do ex-presidente no Circo Voador. Lula participou do evento.

Porto Alegre

Segundo os organizadores do MBL e Vem pra Rua, manifestantes assistiram ao julgamento simbólico de bonecos que representavam os ministros do STF. De acordo com a organização, cerca de 50 mil pessoas estiveram no Parque Moinhos de Vento (Parcão). A Brigada Militar informou que o ato reuniu entre 2,5 mil e 3 mil pessoas.

Florianópolis

Manifestantes contrários ao ex-presidente fizeram uma caminhada, acompanhados de carro de som, até a superintendência da Polícia Federal na cidade.

Paraná, Goiânia e Cuiabá

Foram registrados protestos contra Lula em Londrina e na capital, Curitiba. Manifestantes também se reuniram na porta PF. Também houve ato em Cuiabá.

Belo Horizonte

O protesto contra o ex-presidente ocorreu na Praça da Liberdade, no centro da cidade, e manifestantes usaram um boneco inflável gigante do ex-presidente Lula pedindo sua prisão.

Na capital mineira, organizações de esquerda também realizaram uma vigília pela liberdade de Lula.

Recife

No Recife, manifestantes a favor da prisão de Lula percorreram a Avenida Boa Viagem, na região sul da cidade.

Salvador

Em Salvador, uma carreata organizada pela CUT Bahia reuniu cerca de 100 carros em um percurso entre o Vale do Canela e a Praça da Revolução, em Periperi, em uma manifestação a favor do ex-presidente.

Reportagem Pedro Rafael Vilela (Brasília), Camila Boehm (São Paulo) e Vladimir Platonow (Rio de Janeiro)

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s