Municípios da base do deputado Artagão Júnior receberão R$ 100 mil para obras na Apae Lidianópolis sera um deles

Resultado de imagem para artagão junior

No próximo dia 28, o Governo do Estado vai assinar o termo de colaboração com 200 Apaes (Associações de Pais e Amigos dos Excepcionais) para o repasse de recursos destinados a reformas e reparos gerais. Cada Apae receberá R$ 100 mil.

Devido a legislação não permitir que o Estado faça benfeitorias em edificações municipais ou alugadas, somente as instituições com sede própria serão contempladas.

Confira quais municípios da base do deputado receberão os recursos destinados à Apae:

Araucária, Boa Ventura de São Roque, Borrazópolis, Cambira, Cândido de Abreu, Candói, Colombo, Faxinal, Godoy Moreira, Goioerê, Goioxim, Guaraniaçu, Ibaiti, Imbituva, Irati, Ivaiporã, Jaguariaíva, Jardim Alegre, Laranjeiras do Sul, Lidianópolis, Manoel Ribas, Marilândia do Sul, Mato Rico, Pinhão, Pitanga, Prudentópolis, Rebouças, Reserva do Iguaçu, Rio Azul, Rio Bonito do Iguaçu, Santa Tereza do Oeste, São João do Ivaí, São Pedro do Ivaí, Teixeira Soares e Turvo.

 

Estudo Embrapa: Agricultores paranaenses têm 28% de suas áreas para preservação ambiental

Estudo de georreferenciamento realizado pela Embrapa Territorial (Empresa Brasileira de Pesquisa Agropecuária) constatou que os agricultores paranaenses destinam 27,9% de suas áreas para a preservação ambiental. O resultado da pesquisa foi apresentado na manhã desta segunda-feira (19), na sede do Sistema Ocepar, durante a reunião da Diretoria da Organização. O técnico da Embrapa Territorial, Carlos Alberto de Carvalho, detalhou aos dirigentes as conclusões do estudo, realizado com o apoio da Ocepar e cooperativas paranaenses. Utilizando informações do banco de dados do CAR (Cadastro Ambiental Rural), a Embrapa calculou a dimensão das áreas dedicadas à APPs (Área de Preservação Permanente), reserva legal e vegetação excedente. “O trabalho de geoprocessamento levou cerca de dois meses, pois verificamos os dados em mais de 370 mil imóveis rurais cadastrados no Paraná. Essas propriedades ocupam uma área total de 14,5 milhões de hectares, sendo que os agricultores se comprometem a dedicar 4 milhões de hectares para a preservação ambiental”, afirmou.

Segundo Carvalho, o estudo da Embrapa traz números e dados científicos que demonstram que os agricultores contribuem de “forma expressiva” com a preservação do meio ambiente. “A pesquisa mostra que a agricultura está alinhada com a questão ambiental”, enfatiza. O pesquisador ressalta que os dados do CAR dizem respeito à intenção dos agricultores com relação à preservação. “Esse trabalho é declaratório: o produtor rural, ao fazer o Cadastramento Ambiental Rural, informou onde vai ser sua reserva legal, onde vai ser sua área de APP, onde ele tem vegetação excedente, e se comprometeu administrativamente e juridicamente a preservar e manter aquelas áreas. É um ato declaratório, não quer dizer que tudo está coberto de vegetação, mas significa que os proprietários rurais se comprometeram a isso e serão monitorados pelas instituições fiscalizadoras”, afirma.

De acordo com o técnico da Embrapa, no Brasil, o percentual de áreas dentro de propriedades agrícolas dedicadas à preservação é de 20%, o que equivale a 160 milhões de hectares. “Com as ferramentas de georreferenciamento e inteligência territorial nós podemos localizar, por município, e indicar onde estão os produtores rurais que têm mais áreas destinadas à preservação, encontrar os que têm menos, estabelecer contatos e utilizar os mecanismos d e compensação”, explica. “Todas essas informações expressas em mapas e números, nos trazem um embasamento para propor políticas públicas, estabelecer parcerias e ampliar o detalhamento dos dados, mostrando a interconexão dos locais de preservação e motivando outros estudos, por exemplo, sobre o movimento e deslocamento da fauna nessas áreas”, alega.

Fonte Folha de Londrina.

Saúde alerta para cuidados com a dengue no final do verão

Fêmeas do Aedes aegypti transmitem doenças como dengue e zika por meio da picada em seres humanos. Insetos geneticamente modificados podem reduzir a quantidade de larvas.Crédito: Divulgação / Portal Brasil/ em: http://www.mcti.gov.br/noticia/-/asset_publisher/epbV0pr6eIS0/content/%E2%80%98aedes-do-bem%E2%80%99-liberado-pela-ctnbio-ajuda-a-combater-o-mosquito-da-dengue;jsessionid=1CD7C5D68ECE6E2EA95796A13A8E7405

Com o término do período de férias de verão, turistas ou proprietários de imóveis, no Litoral ou locais de veraneio, não devem esquecer os cuidados necessários para evitar a presença do mosquito da dengue.

A orientação da Secretaria de Estado da Saúde é que ao deixarem suas casas os veranistas fiscalizem quintais e outros espaços a fim de eliminar qualquer tipo de recipiente que acumule água da chuva e contribua na proliferação do mosquito.

Segundo a chefe do Centro de Vigilância em Saúde, Ivana Belmonte, o verão é uma das épocas do ano mais propícias para alta ocorrência do Aedes aegypti, principalmente com a ocorrência de calor e chuvas  constantes.

“Na pressa do retorno, as pessoas fazem as malas e acabam esquecendo medidas simples, que não gastam muito tempo, mas que podem prevenir dores de cabeça no futuro”, diz.

Ivana explica que quinze minutos são suficientes para prevenção contra o mosquito. Basta conferir alguns itens antes de fechar o imóvel e retornar para viagem, como tampar os ralos, fechar a tampa do vaso sanitário ou vedá-lo com plástico, remover a água de aparelhos de ar-condicionado e geladeiras, eliminar qualquer recipiente do quintal que acumule água da chuva, limpar as calhas  e, se houver piscina, providenciar que haja manutenção periódica.

Ainda enfatiza que cada morador pode fazer vistorias semanais em seus imóveis. “Não é necessário grande quantidade de água para que o mosquito se reproduza, basta ter água acumulada e calor. O cuidado deve ser permanente para evitar complicações”, acrescenta Ivana.

BOLETIM – Divulgado nesta terça-feira (20), o boletim técnico da Secretaria da Saúde informa a ocorrência de 487 casos e nenhuma morte por dengue no Paraná desde agosto de 2017.

O boletim detalha também o comportamento das outras duas doenças transmitidas pelo Aedes aegypti. Até agora, são onze casos de chikungunya, sendo cinco importados de outras localidades, e nenhum caso de zika no Estado.

Fonte AEN

 

Rosário do Ivaí – obras continuam a todo vapor

A Prefeitura Municipal de Rosário do Ivaí, sob a administração do prefeito Kuroda, através do setor rodoviário, está trabalhando a todo vapor na construção da galeria de águas pluviais, próximo a pista de caminhada.

Fonte Blog do Silva Lino

São João do Ivaí – Abrigo institucional recebe veículo 0 km

Através do Programa Crescer em Família, desenvolvido pela secretaria de estado do Desenvolvimento Social, e por meio de recursos do Fundo estadual da Infância e da Adolescência, o Abrigo Institucional de São João do Ivaí (Casa Lar) recebeu um carro VW/Gol novo. A conquista se deu pelo intermédio da administração do município junto ao Governo do Estado, e pelo trabalho da secretaria municipal de Assistência Social.

A primeira-dama e secretária municipal de Assistência Social, Maíra Vieira, acompanhada da assistente social, Thassyana Maria Minicosi Alencar, entregou a chave do carro para a coordenadora do Abrigo, Viviane Dariva, em ato simbólico realizado em frente ao Paço Municipal. “Eles precisam de um veículo para realizar os serviços externos do abrigo. É um benefício para o local que também atende criança de Godoy Moreira e Lunardelli”, assinala Maíra Vieira.

Da Assessoria

Lidianópolis – cresce a arrecadação mas a administração demite, corta horas extras dos funcionários e não irá repassar no momento reposição da inflação salarial  e nem a progressão salarial

 

docPrefeitura de Lidianópolis arrecadou, somente no mês de janeiro de 2018 o valor de R$ 2.272.778,95 (dois milhões, duzentos e setenta e dois mil, setecentos e setenta e oito reais e noventa e cinco centavos), conforme o portal de transparência, e mesmo assim, o Prefeito tem a capacidade de cortar horas extras dos funcionários e até demitir, além de pregar em reunião com servidores que não irá repassar no momento reposição da inflação salarial  e nem a progressão salarial, devido o índice elevado.

Desta forma começa  haver dúvida com relação ao argumento que o Prefeito vem usando com a população que a receita diminuiu.

Artagão Júnior – faz encaminhamentos dos municípios Rio Branco do Ivaí, Cândido de Abreu e Godoy Moreira no DER

Em reunião com o diretor-geral do DER, Nelson Leal Junior, na manhã desta terça-feira (6), o secretário da Justiça, Trabalho e Direitos Humanos, deputado Artagão Júnior, fez encaminhamentos de demandas dos municípios.

Entre elas, o alargamento de ponte na PR-535, em Rio Branco do Ivaí, e melhorias na estrada que liga o município a Cândido de Abreu; readequação de estrada em Godoy Moreira (Água do Sapo); melhorias na rodovia dos Bandeirantes, em Quarto Centenário, além de demandas de Porto Barreiro, Palmital, Pontal do Paraná e demais municípios.

“Uma reunião muito boa, com resposta muito positiva para praticamente todos os pedidos apresentados”, disse Artagão Júnior.